Bambu mosso moderno

Bambu mosso vídeo

O Tratamento do Bambu Mosso e seu Uso para Enfeite

O incrível uso do bambu mosso para enfeitar os ambientes, tanto interno quanto externo, é popular e tem um ótimo resultado. A intenção com as plantas ornamentais, além da decoração, é dar vida e cor para os locais. O tom da decoração se torna interessante e valoriza os espaços com certo aconchego.
O bambu mosso que é da família da Graminae é original da China. Um tipo de bambu ideal para cultivo em regiões de clima equatorial, subtropical, tropical ou oceânico. É uma espécie que se adapta com climas diferentes e é encontrado facilmente.

bambu mosso
A floração é raramente vista, já que ocorre apenas a cada 67 anos. O cultivo deve ser em solo fértil e permeável, especialmente com as mudas novinhas. O desenvolvimento, normalmente, é melhor em pleno sol, sendo possível também em interior, desde que seja arejado e bem iluminado.
O bambu mosso para apartamentos pode atingir até os 12 metros de altura na linha reta. E os modelos com formato curvilíneo tiveram intervenções humanas. O fator da multiplicação é pela divisão dos rizomas quando não acontece formação dos novos brotos, quando, geralmente, o bambu mosso é plantado direto no solo.
O bambu mosso de formato original é reto, e se cuidado pode viver em média 12 anos. É preciso regar semanalmente, e no caso dos bambus nos vasos, é necessária maior freqüência. O visual dele é interessante, logo é indicado o cultivo em grupo ao longo dos muros, e das paredes.
Esse cultivo é muito procurado para a sala ou varanda, pode ser criada isoladamente em vasos ou nos jardins, e o resultado é exótico, sendo necessárias técnicas especiais para um bom trato do bambu mosso. O destaque é o caule tortuoso e curvilíneo.
Esse formato tortuoso do caule com a ação técnica e de arte chama atenção. Dizem que o começo disso é pela razão do próprio porte do bambu mosso, chegando nos 10 metros de altura; logo, para ter uma planta menor, a técnica de flexionar o caule, reduziu o tamanho da mesma.
Essa técnica se resume em pegar a planta ainda em desenvolvimento, e retirar as cascas do caule. Isso deixa o caule mais flexível e ainda maleável para que possa ser conduzido. Então é possível amarrar e puxar para a posição que desejar, e prender com um suporte lateral.
No surgimento das primeiras folhas, há sinais de entrada na fase amadurecimento. Aí o caule vai enrijecendo e assume aos poucos o formato resultante da amarração. Quando assumir o formato definitivo, é possível transferir para um local que preferir. A técnica descrita é responsável pelas belas curvaturas dos caules do bambu mosso com especial e bela aparência.
Algumas dicas para o cultivo podem ajudar. É indicado o sol pleno para cultivar; quando o ambiente é interno, coloque próximo à janela grande ou porta de vidro, com bastante luminosidade natural. O solo fértil e uma boa drenagem são excelentes. É necessário acrescentar uma parte de composto orgânico à mistura de solo para maior fertilidade.

bambu mosso1
Para o plantio, deve ser feito em covas de 40x40x40 cm no jardim. E nos vasos, os de tamanho de 40 cm a 50 cm de diâmetro são indicados. É preciso atenção com a quantidade de água, não se pode exagerar, e nem mesmo quanto à freqüência. O fertilizante deve ser aplicado a cada 3 meses.
Essa planta se reproduz através do lançamento dos brotos a partir do caule subterrâneo, o colmo. A dica interessante para que a planta não se alastre, é separar o colmo e plantar o mesmo em outro local, se assim preferir.
Atualmente o verde é muito valorizado e bem cuidado. O mundo todo está envolto das campanhas por uma vida com menos agressões à natureza e ao meio ambiente. Os jardins e áreas de paisagens valorizam ainda mais essa idéia e presenteiam com um ambiente belo e natural.